Um estudo publicado no fim de setembro deste ano, na revista científica BMC Public Health, afirma que o uso excessivo de aparelhos eletrônicos atrapalham no desenvolvimento de crianças e adolescentes.

O artigo foi escrito por pesquisadores da Universidade do Sul da Dinamarca. Eles analisaram 49 estudos sobre o tema. A conclusão? O uso abusivo de eletrônicos pode causar problemas de aprendizagem, alterações no humor e principalmente, noites de sono mal dormidas.

Cenário na pandemia 

Com as pessoas trancadas dentro de casa durante a pandemia, o cenário não poderia ser diferente. O número de horas em frente aos celulares, tablets, computadores e televisão aumentou consideravelmente. O tempo de tela subiu de 6,5 para 10 horas diárias durante o período de isolamento. Isso corresponde a um aumento de 54%.

Por um lado, isso é positivo, pois muitas pessoas decidiram utilizar esse tempo para focar nos estudos online. Segundo dados da plataforma de ensino à distância MetaLecture, a procura por cursos online teve um aumento de mais de 150% no período.

Os números são bastante significativos. Os cursos mais procurados foram os de marketing digital, design, inteligência emocional, finanças pessoais e ciência da computação. Ainda segundo a plataforma, a tendência é que a procura por cursos online permaneça em alta, mesmo após a pandemia.

Por outro lado, o espaço dedicado para alimentação saudável e atividade física, diminuiu consideravelmente. Além disso, os aparelhos eletrônicos viraram uma extensão do corpo. Mais de 40% dos jovens utilizam o smartphone enquanto trabalham ou estudam. Ou seja, não desgrudam dos aparelhos eletrônicos em momento algum.

Importância do sono

É preciso ficar atento! Utilizar aparelhos eletrônicos pouco antes de dormir pode ser prejudicial à saúde. Muitas vezes as crianças e adolescentes ficam com o celular ao lado do corpo esperando por uma notificação de mensagem ou jogo. Isso cria um sinal de alerta, que é prejudicial para o sono e consequentemente para o corpo.

Além disso, ao agir assim, a pessoa não se prepara para dormir. Com uma luz muito forte bem em frente aos seus olhos em um quarto escuro, fica muito difícil conseguir dormir bem. Ao dormir mal, você prejudica o seu desenvolvimento cognitivo. Ou seja, atrapalha a sua memória, o seu humor e a sua atenção com as coisas.

Tempo correto para dormir

Se você chegou até aqui, conseguiu perceber que o sono é de fundamental importância para o desenvolvimento das crianças e adolescentes, não é mesmo?

Por conta disso, vamos colocar a seguir o número recomendado de horas que cada faixa etária deve dormir. Os dados são da Fundação Nacional do Sono. Veja:

  • De 1 a 2 anos - de 11 horas a 14 horas
  • De 3 a 5 anos - de 10 horas a 13 horas
  • De 6 a 13 anos - de 9 horas a 11 horas

De 14 a 17 anos - de 8 horas a 10 horas

Classifique este item
(0 votos)
Ler 424 vezes

Sobre nós

Nascida em 2002, a Wintech é uma pagina web que reúne informações sobre tecnologia. Apresenta regularmente guias, análises, reportagens e artigos especiais de tudo o que rodeia o mundo tecnológico. Saiba mais.

Apoiamos

Gled Agra X Streamer @ Facebook

Newsletter

Receba as notícias no seu e-mail

Top